Acontece

LEADER SITE

Protagonismo feminino no Polo

  

Os últimos anos foram marcados pela busca da equidade de gênero no mercado, frente ao número crescente de mulheres em postos de trabalho.

 

Segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais) de 2018, do Ministério da Economia, a parcela feminina compõe cerca de 44,1% de profissionais empregados no País.

 

 

Na indústria este cenário é evidente. Com a chegada da Indústria 4.0, fatores como a automatização dos processos produtivos e suas especializações necessárias contribuem para o crescimento das mulheres no setor, principalmente pelo fato de serem atualmente a maioria entre os profissionais que detêm ensino superior e grande parte do público formado em ensino técnico no País, de acordo com a pesquisa da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

 

 

No Polo Industrial de Cubatão, o protagonismo feminino se faz presente no dia a dia das empresas, em diferentes posições de trabalho, como é o caso da Priscila Almeida Rodrigues, da empresa Petrocoque, e Fabíolla Pereira de Paula, da Unipar.

 

Priscila é engenheira e técnica em química e atua como operadora de campo. Para ela, trabalhar no Polo de Cubatão há dois anos tem sido uma experiência enriquecedora, tanto no âmbito profissional, quanto no pessoal e social. “Poder representar a força da mulher e ser um incentivo a quebrar barreiras, tem sido um retorno surpreendente da minha profissão. E o mais bonito de se ver é esse grande interesse do público feminino pela área industrial, com certeza, a indústria tem muito a ganhar com essa união."

Priscila

 

Fabíolla é coordenadora de Higiene, Saúde e Segurança e destaca dia 8 de março como uma grande oportunidade para reforçar a importância da igualdade entre homens e mulheres. “Trabalho a 12 anos em ambiente industrial e quase 6 anos na Unipar, em Cubatão, liderando a área de Segurança e Saúde. Percebo que o público feminino vem ganhado cada vez mais espaço na área e tenho muito orgulho de fazer parte deste cenário de conquistas das mulheres no mercado de trabalho”.

Fabíolla

 

Para o diretor executivo do Cide, Ricardo Salgado, a equidade reafirma a importância da integração para bons resultados. “As oportunidades sempre devem ser ofertadas a todos, sem qualquer distinção. O Polo hoje conta com profissionais de vários perfis que fazem a diferença em nosso dia a dia e as mulheres são fundamentais para a construção de nosso legado”.

____________________________________________________________________________

Atualizado TF

 

 

Ler Jornal

Facebook

Publicidade

Serviços


Praias Estradas