Obra da Nova Entrada de Santos altera trânsito na Avenida Martins Fontes

 

Neste sábado (8), a partir das 14h, o trânsito da pista 3 da Avenida Martins Fontes, que faz a ligação do Centro com a Rodovia Anchieta, será direcionado para a pista 2, que funcionará com sentido invertido. Esse sentido funcionará durante a realização dos trabalhos de drenagem na entrada da Cidade, na altura do Rio Lenheiros.

 

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET-Santos) canalizará as pistas com uso de barreiras plásticas. Já o tráfego vindo da Anchieta será canalizado para a pista 1, que liga a Avenida Nossa Senhora de Fátima até as proximidades do Cemitério da Filosofia, no Saboó. A partir desse ponto, o fluxo na avenida segue o curso normal. 

 

A recomendação da CET para os motoristas que vêm pela Anchieta, com destino aos bairros da Zona Leste de Santos, é que evitem a Avenida Martins Fontes e optem pela rota portuária. Para tanto, deverão acessar o viaduto da Alemoa. Ou ainda, sigam pela Rodovia dos Imigrantes e, a partir de São Vicente, utilizem a orla para chegar aos bairros santistas.

 

 

AVANÇO

O canteiro de obras da pista 3 começará a ser montado neste sábado (8). A intervenção consiste na continuação da ampliação do pontilhão que passa embaixo das quatro pistas da Avenida Martins Fontes, próximo à entrada da Cidade, para 11 metros de largura por 3 metros de profundidade. Anteriormente, o pontilhão media sete por dois metros.  

 

No local onde a obra de drenagem será realizada, há a interferência de uma rede subterrânea de gás. Para garantir a segurança e cumprir o planejamento e o plano de prevenção de riscos, a Comgás - empresa responsável pela distribuição de gás na Cidade - fará o monitoramento dos trabalhos do início ao fim com técnicos e engenheiros, com o objetivo de orientar as escavações manuais e mecânicas e minimizar eventuais danos à rede existente no local”, afirmou a Comgás.

 

A Terracom - empresa que realiza as obras da etapa 3 do Programa Nova Entrada de Santos - fará uma escavação no local para cravar estacas pranchas (placa metálica ou de concreto com engate lateral que forma uma cortina e quando cravada no terreno serve como contenção vertical). Esse material protegerá a rede de gás e os trabalhos de ampliação da drenagem poderão ser iniciados. A liberação da pista 4 deve ocorrer em cerca de 40 dias. A obra de drenagem está prevista para ocorrer em três meses, dependendo das condições do clima.

 

“Começaremos uma parte delicada e muito importante da obra, que mais uma vez precisa ser vencida com planejamento, transparência e responsabilidade”, destacou o gestor do Programa Nova Entrada de Santos, Wagner Ramos.

 

 

CONCLUÍDO

O trecho do pontilhão da Martins Fontes que passa pela pista 1 (local) já está pronto desde março de 2019. E para concluir o trecho da pista 4 (paralela ao muro da linha férrea), sentido Santos/São Paulo, é preciso avançar com os trabalhos da pista 3 em função do duto da Comgás.

 

 

O pontilhão da pista 1, localizado entre a Travessa Dois e a Rua Flamínio Levy, sentido bairro/Centro, que compõe esse sistema de drenagem, recebeu melhorias como limpeza de galerias de drenagem, recuperação de duas galerias medindo 1,30m x 1,70m cada, dando maior vazão às águas das chuvas, pavimentação, novas guias, sarjetas, calçadas e iluminação.

 

 

O objetivo é garantir a melhoria da drenagem do bairro Saboó e seu entorno, visando eliminar um dos principais gargalos que causam enchentes nessa região.