Réveillon terá 13 minutos de queima de fogos em Guarujá

 

GJA 1 HELDER LIMA

  

A chegada do Ano Novo será comemorada na Cidade com um espetáculo de cores e luzes à beira-mar. No Réveillon, munícipes e turistas poderão assistir à tradicional queima de fogos, que acontecerá na Praia de Pitangueiras e vai contar com seis balsas, marcada por um show pirotécnico, que terá duração de 13 minutos, proporcionada por cerca de 50 toneladas de explosivos. Mais de 2 milhões de pessoas devem curtir o espetáculo.

 

O secretário interino de Turismo de Guarujá, Marcelo Nicolau, garante que a festa será maior do que a do ano passado. "No Réveillon do ano passado, estimamos que dois milhões de pessoas assistiram ao show pirotécnico da virada. A expectativa é de um evento ainda maior, visto que esperamos receber mais turistas nesta temporada, e as pessoas poderão desfrutar de um belíssimo espetáculo", destaca.

 

Expectativa de ocupação

De fato, a Pérola do Atlântico está em alta e a temporada 2019/2020 é só otimismo para o trade turístico da cidade. A expectativa da ocupação dos hotéis para as festas de fim de ano é de 97% e de 80% para todo o mês de janeiro, segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira (SinHoRes). A Cidade deve receber mais de dois milhões de pessoas, conforme estimativa da Secretaria Municipal de Turismo, que acredita que os números deste ano devem superar os dois milhões registrados na temporada passada.

 

Fluxo de turistas

De acordo com a Ecovias, de 765 mil a 1 milhão e 240 mil veículos são esperados rumo ao litoral, entre os dias 20 deste mês e 2 de janeiro. Só para o Natal, a Rodoviária de Guarujá receberá, aproximadamente, 16 mil passageiros, segundo estimativa da Socicam, empresa que administra o local.

A sócia-administrativa do Grand Hotel Guarujá, Nalva Lima, conta que já tem 90% de suas ocupações reservadas para o Ano Novo. Entre os motivos para acreditar que as festas deste ano movimentarão mais turistas do que as do ano passado, ela destaca as ações tomadas pela Administração Municipal. "Houve melhoria da estrutura física para receber os turistas, bem como diversas ações para a consolidação do nosso destino", afirma.

 

Iluminação e infraestrutura

Entre essas ações está a iluminação da orla das praias, como destacou Alex Avelino Najas, sócio do Restaurante Avelino’s (Av. Mal. Deodoro da Fonseca, 1771, Pitangueiras), que também espera uma alta em seu estabelecimento. Na opinião de José de Ávila, presidente da Associação Pró Hotelaria e Turismo de Guarujá (APROHOT), a iluminação aumenta a sensação de segurança e torna a praia mais convidativa para turistas e moradores.

 

Ávila conta que, desde a iluminação, passou a ver pessoas caminhando pela Praia da Enseada em horários em que isso não costumava acontecer, muitas vezes depois das 23 horas.

 

Nos quiosques das praias o clima também é de otimismo. Segundo a vice-presidente da Associação dos Quiosques da Orla, Renata Venticique, os estabelecimentos esperam de 20% a 30% de aumento de consumidores em relação ao último ano. "Houve um empenho da Prefeitura em melhorar as condições para atender os turistas, tanto na questão da estrutura quanto na da iluminação", conta.

 

Imagem internacional

E as ações para o fortalecimento do turismo na Cidade projetam ainda mais a cidade no cenário internacional. De 15 a 17 deste mês, Guarujá recebeu representantes de cinco agências de turismo peruanas e da Companhia Aérea Gol Peru, para conhecer e divulgar a Cidade.

 

A famtur foi organizada em razão da inauguração de uma linha direta entre São Paulo e Lima, pela companhia aérea. O primeiro vôo - o da comitiva do Peru, ocorreu no dia 12 deste mês, e a linha está aberta desde o dia 14. Eles participaram de visitas guiadas pelos pontos turísticos da Cidade e de uma reunião, que contou com representantes do Estado e de cinco cidades da Região.

 

O grupo chegou ao Município a tempo de contemplar a Carreata Natal Iluminado, no último domingo (15), e no dia seguinte conheceu o Forte dos Andradas e as praias. Para Tatiana Orbe, da agência Continental Travel, conhecer o Forte foi uma experiência nova