espaçoacontecegif001

Ecocaminhada em Cubatão: um passeio pela história do Brasil

3ª Ecocaminhada da Independência reuniu 200 pessoas que percorreram mais de oito quilômetros pelo Caminho do Mar

A princípio, as curvas parecem assustar quem encara pela primeira vez uma caminhada de pouco mais de oito quilômetros (subida e descida) pelo Caminho do Mar, também conhecido como Estrada Velha de Santos. Contudo a natureza e a vista da Baixada Santista, mesmo que turva pela neblina, compensam. O caminho faz parte da 3ª Ecocaminhada da Independência, promovida pela Secretaria Municipal de Turismo. A atividade, realizada em comemoração ao dia da Independência do Brasil, contou com a participação de 200 pessoas e aconteceu na manhã de domingo (9).

O ponto de partida é na Refinaria Presidente Bernardes. No trajeto, na Serra do Mar, os participantes, além do contato com a Mata Atlântica, passam por dois importantes monumentos históricos construídos na década de 1920 em homenagem ao centenário da Independência do Brasil. O primeiro é o Padrão de Lorena, em alusão à calçada do Lorena, a primeira estrada pavimentada que ligava a capital ao litoral (construídas em 1792). Mais adiante, os caminhantes acessam o Rancho da Maioridade, ponto de descanso e reabastecimento que remete à Estrada da Maioridade, construída entre 1841 e 1846. No rancho, ponto final do passeio, tem-se uma vista privilegiada da região, até com neblina, graças ao mirante construído ali. O retorno é feito pelo mesmo caminho,

Apesar das curvas íngremes, é possível encarar o passeio mesmo sendo principiante. “Foi a primeira vez que participei e já quero indicar para outras pessoas. Não vejo a hora de voltar aqui”, comentou o mecânico Reginaldo Paz.

Já para o bombeiro aposentado Rosival Santa Cruz, foi a oportunidade de reviver a infância. “Vinha para cá desde menino e foi no Caminho do Mar que comecei a correr”, disse. Rosival e Reginaldo fazem parte da ONG Empresto Minhas Pernas, projeto inclusivo em que corredores participam de provas e atividades levando cadeirantes. “Queremos trazê-los aqui na próxima vez”, acrescentou Reginaldo.

“A Ecocaminhada é um importante evento para a cidade, pois por meio dela o turismo cresce em Cubatão, que já é MIT – Município de Interesse Turístico. São 200 pessoas por edição fotografando e compartilhando imagens que são um dos belos cartões postais do Brasil. Além disso, faz com que os próprios cubatenses se apropriem deste bem; a história do Brasil passa por aqui”, declarou o secretário de Turismo Antônio Martins Ribeiro.

“A caminhada é bastante concorrida e sempre um sucesso. Portanto, para o próximo ano, temos planos para firmar uma parceria com o Instituto Florestal, responsável pela área, para que possamos realizar mais vezes ao longo do ano”, adiantou.

Ler Jornal

Facebook

Publicidade

Serviços


Praias Estradas